• Diego Spinelli

Diafragma e sua estabilidade central

Atualizado: 18 de Ago de 2019



Já está bem claro que o diafragma é o componente chave para a estabilidade do núcleo. O diafragma tem que se conectar em primeiro lugar, em seguida, a parede abdominal e não o contrário. Uma contração muita cedo ou demasiadamente forte da parede abdominal impede o diafragma de descer de forma adequada e, portanto, é contraproducente para a estabilização da coluna vertebral.

Gostaria de apresentar os resultados de dois estudos de ressonância magnética interessantes do diafragma pelo professor Kolar e os colegas que demonstraram que o diafragma tem dupla função de respiração e estabilização.

O primeiro estudo (1) demonstrou que o diafragma tem uma função postural que pode ser controlado voluntariamente e independentemente mediante a respiração.

O segundo estudo (2) mostrou que o diafragma pode desempenhar suas funções duplas de estabilização e de respiração simultaneamente. O diafragma pode executar a tarefa de respiração numa posição reduzida assegurando que a pressão de estabilização seja mantida ao longo dos ciclos respiratórios. Existe uma estreita relação entre o diafragma e transverso abdominal que contribui para o controle respiratório e postural.

Estes dois estudos apontaram que a atividade do diafragma durante a estabilização varia muito entre os indivíduos, o que suporta a evidência clínica de Kolar que os indivíduos com capacidade limitada de contrair o diafragma para a estabilização têm um maior risco de desenvolver dor nas costas. A ativação simultânea de uma dupla função do diafragma é a chave para a estabilização do núcleo de forma adequada. Esqueça o conceito “coloca o umbigo nas costas”, ou simplesmente aquela dica verbal “contrai o abdome”, que tinha a intenção de dar consciência a uma suposta contração e estabilização abdominal, temos que avaliar, corrigir e integrar ao treinamento pois é fundamental, e requer um olhar apurado do profissional para perceber sua “deficiência” e/ou asserto, e com isso entender a real necessidade de cada individuo, através de detalhes específicos.

Fonte:

(1) Kolar P, Neuwirth J, Sanda J, Suchanek V, Svata Z, Pivec M. Analysis of diaphragm movement during tidal breathing and during its activation while breath holding using MRI synchronized with spirometry. Physiol Res 58:383-392, 2009

(2) Kolar P, Sulc J, Kyncl M, Sanda J, Neuwirth J, Bokarius AV, Kriz J, Kobesova A. Stabilizing function of the diaphragm: dynamic MRI and synchronized spirometric assessment. J Applied Physiol Aug 2010

#funcional #treinamento #coluna #postura #respiração

560 visualizações
  • facebook-performancefuncional
  • youtube-performancefuncional
  • instagram-performancefuncional

Rio de Janeiro/RJ

+55 (021)